Quando vamos criar uma campanha de marketing online, ou mesmo offline, a criação de uma landing page é, na maior parte das vezes, necessária. Com ela, passamos a nossa mensagem com mais clareza e nos ajuda a obter altas taxas de conversão. Como cada página possui um objetivo, não existe um manual que englobe todas as especificidades que te levarão ao sucesso. No entanto, existem várias práticas que podem ser adaptadas para cada objetivo e, dessa forma, melhorar o desempenho da sua landing page.

Mas antes de irmos às dicas, lembre-se que todo o processo deve ser feito. Não devemos apenas aplicá-las, colocar tudo que dissermos em prática e deixar a parte de mensuração de lado, por exemplo. O que vamos passar aqui é que não é necessário subir uma página a la loca para otimizarmos e melhorarmos a performance dela ao longo do tempo, rasgando o investimento feito no início da campanha.

Aqui vão as oito dicas de hoje para a sua landing page, amanhã sairão as outras sete!

 

A landing page do Evernote é um ótimo sintetiza bem as nossas dicas

A landing page do Evernote, aplicativo para smartphone, é um ótimo exemplo e sintetiza bem as nossas dicas

1. Espaçamento e Clareza – Lembre-se disso. É importantíssimo termos um bom espaçamento entre os elementos da página. Uma landing page confusa gera insegurança no usuário. Um design clean ajuda a manter o foco do visitante em seu objetivo.

2. Call to Action – Este sempre será o seu objetivo. Ele deverá ter um lugar destacado na sua página e ser um elemento que contraste e chame a atenção do usuário. Considere incluir algumas indicações visuais que apontem para o seu call to action e direcione a navegação até ele. Pode parecer simples, mas são muitos casos em o botão CTA fica escondido ou às vezes nem existe.

3. Feedbacks – Aqui é o bom e velho boca a boca, mas adaptado para a web, claro. Testemunhos dão mais confiabilidade ao site, então procure usá-los sempre que possível. A opinião de outro usuário tem se tornado, cada vez mais, o principal diferencial para uma tomada de decisão, portanto, mostre quem são os seus clientes e o que eles acharam do seu produto ou serviço – se possível, coloque fotos e faça links para as suas redes sociais, mostrando que são relatos de verdade.

4. Informações detalhadas –Uma página clean não significa uma página sem detalhes. Quanto mais informações você disponibilizar, melhor. Basta colocá-las de forma simplificada e de uma forma que não prejudique a navegação das pessoas.

5. Foto ou Vídeo –É sério: inclua sempre que possível uma imagem do seu produto ou algo que ilustre o seu serviço, sempre de forma muito profissional. Alguns testes apontaram que vídeos aumentam – e muito – a taxa de conversão de uma landing page, podendo chegar a até 80% de diferença entre um site com vídeo e outro sem. O vídeo pode ser uma demonstração do seu produto ou uma matéria em que ele foi mencionado.

6. Informações de Pagamento – Pense no seu cliente com carinho. Não faça o cara fazer todo o processo de compra do seu produto para, lá no final, descobrir que você não aceita a forma de pagamento que ele gostaria de utilizar. Inclua as informações de pagamento de forma clara na sua Landing Page. E lembre-se que, quanto mais formas de pagamento você trabalhar, menos clientes você poderá perder.

7. Logotipo – O seu logo não deve aparecer mais do que o Call to Action do seu site – ou você prefere que fiquem clicando mais em sua marca do que no botão comprar?

8. Mensagem – A mensagem do seu site precisa estar alinhada com a mensagem de sua campanha, apontando os benefícios do seu produto ou serviço. A mensagem variará conforme o objetivo da sua campanha, mas o importante é que ela esteja clara e objetiva para os diferentes públicos que acessarem o seu site.