Denis Casita, diretor da Performa Web, empresa especializada em Search Engine Marketing, escreveu recentemente um artigo para o site Proxxima com três dicas para Google AdWords, uma das melhores maneiras para anunciar um site, produto ou serviço na web.

Isso porque, além de aumentar o alcance do seu site, permite também uma eficiente segmentação de público. O tema já foi discutido aqui no blog e, caso você queira saber mais, pode ler o post “A facilidade de atingir o seu público-alvo na web“.

O AdWords representa aproximadamente 96% do faturamento total do Google.

Casita, neste post, parte da premissa que todo gestor deve fazer 3 perguntas antes de iniciar uma campanha de Links Patrocinados no AdWords.

Dicas para Google AdWords

1. Onde estou e onde quero chegar?

Casita explica que criar campanhas e simplesmente esperar para ver os resultados nas suas vendas não é uma boa ideia. Antes de iniciar uma ação de Links Patrocinados, é importante analisar os resultados atuais do seu site e dimensionar o desafio.

Sem metas claras e bem definidas fica muito difícil acompanhar os resultados e otimizar os seus investimentos. Denis ainda explica uma boa forma de definir metas através de um exercício muito simples.

Definindo metas:

Digamos que o seu negócio lucra R$ 10.000,00 por mês. Com o objetivo de aumentar suas vendas brutas e o market share (participação no mercado), você irá reinvestir todo o seu lucro em campanhas de Links Patrocinados. Dessa forma, temos:

Lucro mensal: R$ 10.000,00
Investimento: R$ 10.000,00

1º passo: calcular o tráfego que o investimento irá gerar

Para isso, você precisa descobrir qual será o Custo por Clique (CPC) médio que você irá pagar. Você pode consultar o mercado ou utilizar a ferramenta de palavras-chave do Google pra fazer uma simulação. Suponhamos que, depois disso, o CPC médio será de R$ 0,40.

Para calcular o tráfego que a campanha irá gerar, divida o investimento pelo CPC médio:

R$ 10.000,000 ÷ R$ 0,40 = 25.000 cliques

2º passo: projetar a meta de pedidos

Para fazermos essa definição, precisamos de mais alguns dados. No Google Analytics, consulte qual é a sua taxa de conversão média e o ticket médio (valor médio das vendas por usuário) do seu site. Suponhamos que:

Taxa de conversão: 1%
Ticket médio: R$ 500,00

Agora, para definir a meta de pedidos, multiplique os cliques pela taxa de conversão:

25.000 x 1% = 250 pedidos

3º passo: projetar a meta de vendas.

Com esse dado, agora podemos calcular a meta de vendas multiplicando os pedidos pelo ticket médio:

250 x R$ 500,0 = R$ 125.000,00

Se as médias do site forem mantidas, agora sabemos que com um investimento de R$ 10.000,00, geraremos R$ 125.000,00 em vendas, com um Retorno sobre o Investimento (ROI) de 12,5 (que você pode calcular dividindo as vendas pelo investimento).

Esses dados podem ser utilizados como uma meta inicial e serem recalculados com o passar do tempo, conforme a campanha for ganhando histórico.

Denis ainda diz que, apesar de ser um cálculo simples, ele ajuda a entender se os resultados que estamos obtendo, comparados à média das demais fontes de tráfego, são ou não satisfatórios.

2. Como está o mercado e quem são seus concorrentes?

Falar sobre a importância de analisar o mercado já pode ser considerado um lugar-comum, e não é atoa. Você deve mesmo fazê-lo, inclusive para melhorar as suas ações de Links Patrocinados!

Dicas para Google AdWords

O CEO da Performa Web explica que é muito importante acompanhar e entender o que os seus concorrentes fazem para aparecer e como e quando aparecem – quando aparecem junto com você, quando aparecem sozinhos e quando você aparece sozinho. Em todos os casos ele comunica da mesma forma? Quais são os diferenciais dele?

Fazendo uma análise por palavra-chave você poderá descobrir diversas oportunidades. Algumas ferramentas são bem interessantes e irão facilitar este trabalho para você. Denis recomenda três: Adgooroo, SEMrush e Searchmetrics.

3. Suas campanhas “conversam” com a página de destino?

Dicas para Google AdWords

A página principal de um site não é necessariamente a melhor porta de entrada para um usuário. Isto deve estar muito claro para você.

Um dos maiores diferenciais do Google frente aos seus concorrentes é a relevância dos seus resultados de busca com a pesquisa do usuário. O objetivo do Google como ferramenta de busca é que o usuário encontre a informação que procurava o mais rápido possível.

Dessa forma, é importante que as suas campanhas estejam segmentadas entre os diversos assuntos e produtos relacionados à sua marca. Denis explica que cada um deles deve direcionar para uma página específica do seu site, onde o cliente possa encontrar de forma fácil o que procura:

“Ter páginas com conteúdo bem definido irá ajudar seu site a converter mais e também irá fazer com que você pague menos pelo clique”


Casita finaliza dizendo que com estas três dicas para Google AdWords, você já está pronto para começar e ressalta a importância de lembrar que o mercado está em constante desenvolvimento. Por isso, você deve procurar se atualizar sempre, não esquecer de avaliar as suas metas e entender o que a concorrência está fazendo.