Criar um loja virtual é dureza, afinal de contas, o seu concorrente está a apenas um clique de distância e isso é extremamente perigoso. Se um cliente não gostar do seu site, seja lá qual for o motivo, ele irá procurar outra opção e irá, não tenha duvidas, achá-la. Dessa forma, precisamos tomar muito cuidado na hora de pensar no nosso e-commerce. Das questões básicas como design e funcionalidade até pequenos detalhes e chamadas. Pensando nessas coisas, vamos dar cinco dicas para que o seu e-commerce fique mais bacana e dê mais resultados.

 

>> Conheça a BigMarket, a super plataforma de e-commerce da BigHouseWeb.

>> Veja 30 e-commerces de moda para você se inspirar

 

1. Botões de inscrição e call to action!

Evite longos formulários de inscrição. Nada daquela chatice de páginas e mais páginas preenchendo informações. Facilite a vida de quem acessa o seu site e quer estar conectado a ele. Tenha em mente que você tem um e-commerce e que, por isso, informações como número de telefone, profissão, etc não são muito necessárias. E-mail e senha já são mais do que o necessário. Além disso, nunca subestime botões call-to-action (em português seria algo como “chamar para ação”), pois isso ajuda na construção de maiores taxas de conversão e melhora a usabilidade do site.

e-commerce-2

2. Compra sem cadastro

Uma das coisas que o cara que está comprando algo na internet mais odeia é o interminável processo de sign-up para finalizar uma compra. Imagine se ele tiver a opção de efetuar a compra sem se cadastrar mas, depois, perguntar se eles não preferem responderem depois e assim simplificarem futuras compras. Seria menos impositivo e educado, podendo resultar em maiores taxas de compra e diminuir os casos de abandono do carrinho.

3. Pesquisa refinada

Chega a ser desnecessário falar sobre pesquisa, mas vamos mesmo assim. Ninguém vai ficar pulando, página por página, lendo a descrição de todos os produtos disponíveis para, talve, achar o que está procurando. O seu mecanismo de busca que irá ajudar a pessoa a fazer isso, é claro.

Para não frustrar o seu cliente, uma das melhores coisas que você pode fazer para o seu e-commerce é refinando as categorias dos seus produtos. Assim, seu processo de busca será ainda mais rápido, o que poupará tempo dos seus visitantes.

4. Navegação em trilha

Quando os cliente começam um processo de compra, ele devem saber em que estágio se encontram, quantos passos já realizaram e quantos ainda faltam para ele finalizar a encomenda. Sem a navegação em trilha, os clientes irão facilmente se cansar e achar que os procedimentos vão demorar um eternidade, tornando-os assim mais propensos a abandonar as suas compras.

Além disso, a utilização da navegação em trilha ajuda os clientes a voltar a uma etapa anterior e editar todos os erros que cometeram, ao invés de começar o processo do zero, ou então desistir completamente.

5. Segurança

e-commerceNenhum e-commerce está completo sem gerenciamento de conteúdo e segurança dos detalhes pessoais. Os clientes devem se sentir confiantes para comprarem os produtos disponíveis no seu site, por isso, é necessário assegurar-lhes que o ele está em um local respeitável e com recursos para proteger a sua privacidade.