A partir da experiência da Big House no mercado, selecionamos 3 erros comuns na atuação do marketing de pequenas e médias empresas. Confira:

 

Fique atento e não cometa!

Fique atento e não cometa!

1. Não ter um conceito de cliente ideal

Muitos encarregados de levar o marketing de pequenas e médias empresas têm uma visão de mundo totalmente centralizada no produto. Eles conhecem o produto de todas as maneiras, mas têm apenas uma ideia vaga de quem podem necessitá-lo ou a forma em que realmente usariam. No pior dos casos, não acreditam que isso seria importante porque seu produto é tão incrível que é ‘óbvio’ que é algo bom para se comprar.

 

2. Não dedica seu tempo em escutar esse cliente 

Após encontrar o conceito de cliente ideal, alguns encarregados do marketing não dedicam tempo suficiente em escutá-lo. Fazem um “Estudo de mercado” e entendem os números demográficos, mas quando se trata de sentar e escutar de verdade não o fazem. Como é de se esperar, o resultado das mensagens criadas e disseminadas pelo marketing podem, muitas vezes, não significar nada para os compradores.

 

3. Incapacidade para articular uma proposta de valor em 25 palavras ou menos

Se a sua equipe de marketing não consegue articular uma proposta de valor que não tenha frases prolixas e abstrações é possível que dentro da empresa essa ideia não fique clara e, inclusive, possa andar em sentidos opostos com o que realmente é o desejo da empresa. Escrever uma mensagem nítida é uma tarefa especializada que somente uma pessoa com talento consegue. É preciso formulá-la com cuidado e disseminar em todos os âmbitos da organização.

 

Qual é a solução?

 Em muitos casos dar um passo para trás é a solução para alinhar o marketing de uma empresa. Investigar potenciais bases de clientes e gastar tempo escutando os consumidores (também através da Internet) são medidas essenciais para compreender completamente como funcionam os próprios negócios.