Pinterest está começando a aparecer por todas as partes e, de fato, segundo algums cifras é o site de mais rápido crescimento entre meios de comunicação social online, especialmente entre as mulheres. A rede de intercâmbio de imagens, co-fundada por Ben Iowa Silbermann, foi lançada em março de 2010. Em agosto de 2011 já estava entre a lista dos “50 melhores sites da web” da Time Magazine.  Em fevereiro de 2012 o Pinteres já tinha mais de 11 milhões de visitantes e, de acordo com um estudo realizado pela Shareaholic , pinterest.com gera mais tráfico de referências que Google, YouTube e LinkedIn combinados.

6 dicas para gerar tráfego e engajamento através do Pinterst!

6 dicas para gerar tráfego e engajamento através do Pinterst!

Entretanto, CEOs, vice-presidentes e gerentes de marca que navegam no Facebook e Twitter esquecem essa rede social, pensando que são poucos os esforços de branding que se podem fazer com essa página que “mais parece uma colagem de imagens”.

Como exatamente funciona o Pinterest? Como ele pode ajudar sua marca?

 

As bases:

Os usuários do Pinterest organizam as imagens que gostam em ‘boards’ temáticos. Eles podem compartilhar uma imagem mediante um “repinning”, além de linkar ou realizar comentários sobre elas. É possível criar conexões seguindo Boards específicos ou perfis completos.  Atualmente, a rede conta com um público bastante feminino e a inclinação mais forte vai aos interesses de estilo de vida, moda e casa, ainda que (como em todos os ambientes web) isso está suscetível a mudanças. Levando isso em consideração, hoje resolvemos trazer algumas formas para entender e complementar sua visão como usuário do Pinterest, seja como marca ou indivíduo.

 

1. Quem você é realmente?

Começar no Pinterest é uma oportunidade para pensar fora da linha tradicional de produtos ou enfoque de marketing. Quais temas resumem sua marca? Como eles se conectam aos seus clientes?

La Editorial Random House usa pouquíssimo o marketing de produtos y se preocupa mais com os interesses literários mais amplos. Eles têm Boards para literatura de casamento, melhores capas de livros, tatuagens literárias, lugares incríveis para ler.

 

Aprendendo a usar o Pinterest

Aprendendo a usar o Pinterest

 

2. Crie um estilo

O Pinterest é impulsionado por gostos individuais e a atividade das marcas deve refletir isso. As pessoas vêm até essa rede social para compartilhar e celebrar o que as inspira, o que significa que a venda pura e dura está fora de questão nesse tipo de entorno. Em troca, as marcas devem identificar o que faz com que elas sejam únicas e as qualidades que as conectam aos clientes.

A cadeia de lojas Jo-Ann se ajusta a esse estilo com perfeição e sabe como apelar para a criatividade dos clientes. A marca vai muito mais além das suas próprias linhas de produtos com boards como  “Foodcrafting”, “Ser uma princesa da Disney” e uma coleção de imagens de relógios.

Crie um estilo para sua marca no Pinterest

Crie um estilo para sua marca no Pinterest

3. Coloque o ícone do Pinterest

Se você tem um ecommerce, facilite a ação do seu cliente ao selecionar conteúdo, adicionando um botão de “Pinit”. Asim eles não terão que sair para buscar no Google imagens e novos clientes chegarão a sua página através dos Pins. Se você não tem um ecommerce, mesmo assim é interessante ter o botão Pinit já que a rede social vem demonstrando que pode gerar um grande tráfico para as marcas.

 

4. Atualize seu conteúdo

O Pinterest tem um formato muito atual: as imagens populares frequentemente refletem as tendências da temporada ou de eventos, tais como férias ou um filme. Atualize seu conteúdo de acordo com o que está acontecendo ao seu redor.

 

5. Pin e mais re-pin!

Compartilhar conteúdo é fundamental para o modelo de negócio do Pinterest. Mais que qualquer outra rede social, quanto mais ativa sua marca é, mais usuários estarão propensos a seguir seus boards. O re-pinning constante também ajuda a manter tanto o conteúdo como a audiência se renovando.

 

6. Inclua seus seguidores

O Pinterest tem uma capacidade única de fazer com que a experiência de marca inclua o público. Criar um board com “suas criações”, por exemplo pode ser um ótimo recurso para mostrar o que os fãs da marca produzem. O perfil de BedandBreakfast.com oferece sugestões de viagens que os próprios seguidores enviam em todo o mundo.

Inclua seus seguidores!

Inclua seus seguidores!

Fonte: http://webonomia.com/