A Apple anunciou, em nota à imprensa, os números do primeiro final de semana de vendas do iPhone 5 na China. A companhia registrou duas milhões de vendas do smartphone, lançado na sexta-feira passada.

O número foi comemorado pelo CEO da empresa, Tim Cook, pois, depois dos problemas enfrentados nas últimas semanas com o Mapa disponibilizado no celular por consumidores na Austrália, aliado ao crescimento exponencial do Android, do Google, o balanço não deixou de ser uma surpresa no mercado. “A aceitação do iPhone 5 pelos consumidores na China tem sido incrível e estabeleceu um novo recorde com o melhor final de semana de vendas até hoje”, afirmou Cook.

O mercado chinês, antes visto com precaução por Steve Jobs, é a nova menina dos olhos da Apple. “A China é um mercado muito importante para nós e os consumidores não esperam para colocar suas mãos em produtos da Apple”, reiterou o CEO.

No lançamento do iPhone 5 nos EUA e em outros 30 países, em setembro, a empresa vendeu 5 milhões de unidades nos primeiros três dias de vendas. No Brasil, apenas 35 mil pessoas se registraram para receber o novo produto. Ainda não há uma confirmação do número de vendas no Brasil. Vendas do iPhone 5 no Brasil foram estimadas em 35 mil no mesmo período (Reprodução)