Nós, da Big House, estamos sempre de olho em notícias de outros países sobre os assuntos que nos interessam. Dessa vez, trouxemos para o blog alguns dados divulgados pelos argentinos da consultoria Prince & Cooke e da Câmara Argentina de Comercio eletrônico sobre e-commerce no país.

Veja as sacadas dos nossos hermanos:

POST-Chaves-Comercio-Eletronico

 

1. Internet como trampolim: 76% dos usuários online na Argentina utiliza Internet para decidir sobre uma compra, mesmo que ela seja concretizada em uma loja física.

2. Venda informal em redes sociais : É cada vez mais forte a aparição de um mercado informal, baseado em redes sociais, entre amigos e sem intermediação de empresas, plataformas ou comissões pelo uso de um serviço online.

3. Crescimento de 49,5% no uso de serviços online. Também cada vez mais usuários investigam produtos e concretizam suas compras na Web na Argentina.

4. As vendas estimadas em 2011 atingiram 2.576 milhões de dólares, segundo os dados da Câmara Argentina de Comercio Eletrônico (CACE). Já em 2012 as vendas chegaram em média a 3.555 milhões de dólares.

5. “Super Vendas”: Um dos fatores que influenciou o crescimento do e-commerce na argentina em 2012 foi a presença de supermercados, que investiram em suas plataformas de venda online para promover também a venda em lojas físicas.