Durante muito tempo ouvimos professores de marketing falarem que sem meses de planejamento e investigação não se pode obter uma estratégia eficiente para nenhuma marca. Isso, claro, não é mentira, mas frente à incerteza e correria nos mercados atuais, Eric Ries, guru do método Lean Startup propõe uma ideia diferente. A expressão ‘Lean Startup’ pode ser traduzida como ‘Startup enxuta’ já que o método indica apresentar ao mercado o produto antes mesmo dele existir, de se ter uma empresa grande e, principalmente antes de muito tempo, pesquisa e dinheiro terem sido investidos. Medir o real interesse e a reação consumidores de verdade antes de qualquer centavo ser designado a desenvolvimento e produção é a grande ‘sacada’ de Ries.

Isso não quer dizer que devemos jogar no lixo todos nossos livros de planejamento em marketing ou que pesquisas e focous grup perderam seu valor. O feeling do planejador é necessário para ir mudando o rumo da empresa e adaptando o produto. Mas a ideia da Lean Startup é que, ao invés de fazer planos complexos baseados em várias hipóteses não-testadas ou ir pela intuição, o melhor é fazer experimentos lançando um “produto mínimo viável” (MVPs), que confirmem o que os clientes pagariam para ter, da forma mais rápida e barata possível.

A partir do ciclo “Construir-Analisar-Aprender” (cycle Build-Measure-Learn loop), os feedbacks quanti e qualitativos dos clientes serviriam para adquirir aprendizado e, então, decidir o que se deve mudar ou aprimorar. O objetivo do método, portanto, é atingir o conceito certo do produto, identificando os clientes dispostos a pagar por ele e concluir se é possível montar um negócio sustentável, isso tudo sem medo de colocar a ideia na rua e evitando desperdício de recursos (tempo, dinheiro, motivação, etc).

 

POST Lean Desenvolvimento

 

 

Um exemplo de sucesso: DropBox

O fundador do DropBox, Drew Houston, criou uma página na web com vídeos e com uma detalhada descrição do produto, exatamente como se ele  já existisse. A pesar de ser apenas uma ideia, Houston pôde medir a reação dos potenciais consumidores. Somente depois de um grande número de pessoas ter demonstrado interesse, o empreendedor decidiu investir tempo e dinheiro no desenvolvimento do DropBox. Com o resultado do teste, conseguiu mostrar a potenciais investidores que efetivamente havia interesse na ideia, o que facilitou o aporte de investimentos e fez o DropBox tornar-se o que é hoje.

E você está preparado para a Era Lean Startup?