Levantamento da Aberdeen indica que a “privatização” do ambiente virtualizado é principal fator de escolha para grandes companhias.

Foto: Reprodução

As empresas ainda não se sentem seguras para adotar um ambiente público na nuvem. É o que aponta recente estudo do grupo Aberdeen, especializado em pesquisas de mercado. Mesmo as grandes corporações tecnológicas ainda estão dando preferência à virtualização de servidores (a chamadaPrivate Cloud), pois ela, em teoria, ainda “fecha” os dados sigilosos de uma companhia, mesmo quando esta já se encontra na nuvem.

O estudo aponta como justificativa a suposta insegurança de que a Public Cloud – a parte “aberta” da nuvem – não oferece proteção de dados internos, possibilitando o acesso de terceiros a informações que as empresas, teoricamente, não estão prontas para divulgar.

A Aberdeen indica que 81% das empresas preferem virtualizar seus servidores, sendo que 4 em cada 5 delas já possuem soluções nessa linha. Dessas, 6% ainda não têm nenhuma solução pronta, mas esperam desenvolver algo nos moldes até o final de 2012.

Veja, abaixo, um gráfico que mostra a adoção dos sistemas de hospedagem em cloud. Mais abaixo, fizemos um breve glossário para você saber o que é cada modalidade de hospedagem:

Veja, pelo gráfico acima, que a virtualização de servidores lidera a corrida pela adoção de hospedagem na nuvem com 18% de vantagem (68%). Quebrando todas as vertentes, temos também a oferta pública de nuvem em SaaS(Software como Serviço, na tradução literal – 50%); um empate entre virtualização de desktops e ofertas em IaaS (Infraestrutura como serviço – 31%); e, por fim, PaaS (Plataforma como Serviço).

Glossário

  • SaaS – aplicativos que rodam na nuvem – pública ou privada, realizando funções específicas em setores específicos da estrutura de internet de uma empresa
  • IaaS – Roda qualquer tipo de aplicação online através de uma estrutura completamente virtualizada – como se fosse um PC completo na nuvem, pronto para uso
  • PaaS – oferece toda a gama de aplicações online, interfaces de desenvolvimento, hospedagem, configurações de rede e firewalls – tudo na nuvem
  • Virtualização – Forma privada de disponibilidade de aplicações e hospedagem, onde uma máquina consegue fazer com que os recursos sub-utilizados de uma máquina física trabalhem em diversas máquinas virtuais, aumentando a capacidade sem aumentar os custos de manutenção. Essa é a parte “fechada” da computação em nuvem

 

Fonte: Olhar Digital