Escrito por: Kamilla Rosito*

Minha jornada que incentiva o consumo local e meu sonho de tirar as pessoas de dentro de shoppings para terem experiências incríveis na rua já completou quatro anos.

Conseguimos mesclar o entendimento da produção na vida real e chegamos na vida digital. Percebemos o quão importante é, antes de tudo, uma boa preparação no mundo virtual.

Antes de qualquer coisa, precisamos invadir as mídias digitais para a divulgação valer a pena, primeiramente criamos o evento virtual para depois levarmos para a rua. A criação de cards e de conteúdos que façam com que quem está lendo inspire-se e tenha vontade de participar no dia do evento é muito importante.

Eventos de Rua e o Marketing Digital

Eventos de Rua e o Marketing Digital

Como lidamos com criadores locais, precisamos fincar a bandeira no que acreditamos. E, com isso, conseguimos levar a cultura desses novos criadores para o mundo digital. Essas atitudes fazem com que o público se aproxime do novo criador e despertam nesse mesmo público a vontade de participar de todos os eventos nos quais as marcas locais estão.


Você pode se interessar por esses posts:

Prazer, sou a Kami!

Referências: dicas de onde procurar inspiração para seus projetos

O que eu gostaria de saber quando comecei a trabalhar com redes sociais


Sobre acreditar em uma cultura diferente

Precisamos levar adiante a nossa cultura: uma festa de rua que incentiva o consumo local e que utiliza a comida como objeto de aproximação. Um dia inteiro de troca de experiências que possibilitam conhecer e reconhecer as pessoas. Cada marca, independente do segmento, sendo de arte, moda ou design, precisa ser bem divulgada. Com uma comunicação clara e interessante, é possível despertar o desejo de compra e fazer com que o consumidor saiba de quem ele está comprando.

Essa aproximação toda acontece em um dia do mês, pois nos outros 29 dias estamos produzindo o evento, para que seja um dia inteiro de oportunidades e de compartilhamento de ideias e inspirações.

Não é tão simples quanto parece

Tudo o que fazemos precisa ter uma conexão verdadeira. É preciso acreditar que o consumo local é possível, pois assim, conseguimos passar essa informação para os admiradores desse tipo consciente de consumo. Para isso, diariamente, estudamos muito, observamos tendências e fazemos ajustes no modelo que criamos.

É imprescindível estarmos sempre atentos quando um novo meio de comunicação surge. Stories do Instagram, novas redes sociais, muitas possibilidades. Invadimos e tomamos conta de todas as mídias para conseguir levar essa cultura adiante, já que o mundo virtual não tem limites de alcance.

*Kamilla Rosito é Financeiro/Comercial na BigHouseWeb