Dez entre 10 marcas gostariam de produzir um conteúdo que fosse amado e naturalmente compartilhado por seus clientes na web. Em muitas agências tem sido cada vez mais comum o pedido “eu quero um vídeo viral para minha marca”. Há quem tente seguir certa lógica para não dizer não ao cliente e há quem diga que isso é impossível. A verdade é que não existe uma receita mágica para transformar algo em viral e isso todos nós que trabalhamos com comunicação digital devemos defender.

Apesar disso, é possível observar traços comuns entre alguns vídeos que “bombaram na web”. A partir dessa ideia os caras da agência Face Group criaram a pesquisa “How Stuff Spreads”, ou no bom português: como as coisas se espalham. Eles escolheram nada menos que dois dos maiores memes globais – Harlem Shake e Gangnam Style –cruzando informações e aproximando a maneira como os dois se propagaram.

POST-Comparativo-Virais

 

Veja as características e diferenças entre os dois:

1 – Existem dois modelos de viralização: Explosão e crescimento. Enquanto na explosão há diversas variações sobre o mesmo meme (no caso do Harlem Shake) no crescimento o meme em si é mais importante que as variações. No primeiro caso a viralização acontece rapidademente e não dura muito. Já o segundo se espalha mais lentamente, mas tende a resistir mais ao tempo.

2 – Impulso: O impulso normalmente vem da grande mídia ou de um formador de opinião e, a partir disso, ocorre uma propagação mais massiva.

3 – Ondas: o viral vai se espalhando a partir de ondas e picos, independentemente de qual foi o impulso,

4- Comunidades espalham o viral mais do que influenciadores: apesar de o impulso ser importante, pequenas comunidades conduzem a viralidade.

5 – Glocal: Memes transcendem a geografia, mas para tornar-se um fenômeno global e local simultaneamente é preciso haver um equilíbrio de relevância local e global. É preciso ter apelo global, mas também fazer sentido localmente.

6 – Liderança: Enquanto Harlem Shake foi 3 vezes mais compartilhado, Gangnam Style teve mais visualizações. Isso ocorreu porque o video de Psy teve mais cobertura mainstream.

7 – Aparentemente memes mais lentos e com picos ganham a corrida. Pequenas comunidades podem sustentar memes por semanas, mas não chegam a picos em curto prazo. Quando a mídia tradicional ou celebridades se envolvem, o pico é instantâneo, mas os compartilhamentos diminuem.

8- Memes são como moedas: é preciso equilibrar a oferta e a inflação para alcanar um alto grau de compartilhamendo e popularidade. O meme deve ser expansionista mas estrategicamente controlado para não afetar negativamente seu compartilhamento.