Depois do Google projetar um carro com direção automática e estar em fase de desenvolvimento deste, foi a vez da Intel anunciar que em até dez anos a novidade deve chegar ao mercado. Quem deu o veredito foi o diretor de tecnologia da companhia, Justin Rattner. Ele avalia que os consumidores estarão cada vez mais interessados na tecnologia para prevenir batidas e servir de locomoção para pessoas cegas, bem como para o público no geral. Segundo Rattner, as montadoras já estão vendo a novidade com outros olhos.

Google vem testando há mais tempo a tecnologia e espera lançá-la em cinco anos (Divulgação)

“Eu acho que no passado as montadoras tinham um monte de dúvidas com relação à viabilidade em longo prazo da tecnologia para carros autodirigíveis. Mas eu diria que a indústria automobilística está, definitivamente, se preparando para a ideia. Ao ponto de presumir que, se não nesta década, no início da próxima, nós seremos capazes de sair e comprar um carro que pode te levar até onde você quer ir”, afirmou o CTO da Intel, em entrevista à  Computerworld.

A empresa norte-americana apresentará a ideia amanhã na Conferência Européia de Pesquisa e Inovação, que acontece nesta semana. Os carros escolhidos para testes são BMWs série 5 e 7. Eles funcionarão com um chip da empresa no painel.