A Apple modernizou o seu velho jukebox, o iTunes. A mudança mais significativa no programa desde 2003 trouxe nova aparência, usabilidade, velocidade e funções. Esse é o iTunes 11. Algumas mudanças, porém, não devem ser bem aceitas para alguns usuários, principalmente aqueles que não utilizam o iTunes Store. A nova versão dispara muito mais mensagens de incentivo para usar a loja de músicas a partir de agora.

De resto, o programa apresenta um layout bonito e simples, com recursos melhorados, como a capacidade de baixar músicas, vídeos e livros no iCloud ampliados. A loja também ficou mais fácil de usar. Confira as principais mudanças do iTunes 11: 

Nova versão tem layout diferenciado e compatibilidade com iCloud ampliada (Reprodução)

Acabou a barra lateral

A mudança mais notável é que o programa não usa mais uma longa barra lateral de rolagem com textos para alternar entre os principais tipos de mídia, como músicas, filmes, programas de TV e arquivos MP3. Em vez disso, você seleciona sua opção clicando em um menu vertical. Quando você escolhe um tipo de conteúdo, ele mostra as opções no alto. Para abrir a loja iTunes agora é preciso usar um botão no canto superior direito. Uma vez dentro da loja, você pode voltar para a biblioteca usando um botão semelhante à direita.

Visualização Expandida

Outro recurso disponível é o Visualização Expandida. Agora você pode clicar em qualquer capa de um álbum e a imagem da capa se expande, tornando-se um painel colorido que mostra todas as músicas daquele álbum. O painel fica na cor predominante da capa do álbum e mostra uma bonita imagem da capa que se mescla com o fundo colorido do painel. Essa visualização expandida também funciona para filmes e programas de TV, mostrando informações relevantes sobre o filme ou uma lista dos episódios, no caso dos programas de TV.

Qual é a próxima?

Outro recurso interessante se chama Seguinte (Up Next). Ele substitui uma função chamada DJ e é basicamente uma lista de faixas. Você coloca qualquer música no alto da lista para ser tocada em seguida, e vê um histórico do que já foi tocado. Se quiser, pode tocar de imediato qualquer música dessas listas.

Streaming

Por muitos anos, o iTunes se destinou principalmente a baixar arquivos digitais, não para rodá-los em modo streaming a partir da nuvem. Isso muda com o iTunes 11, que agora está mais integrado com o iCloud da Apple, serviço que armazena as músicas e vídeos que você adquiriu da Apple; ou, se você tem o serviço pago iTunes Match, pode armazenar qualquer música, tenha ou não comprado da Apple.

Minirreprodutor

Há muito tempo o programa tem a opção MiniPlayer, um mini reprodutor de conteúdo que esconde a janela principal e mostra apenas um pequeno reprodutor com controles, cujo formato alongado se adapta melhor a outras janelas que você já tenha aberto no computador. Agora, esse pequeno reprodutor tem outras funções, como pesquisa e Up Next, que, entre outras coisas, acessa as próximas faixas.

Inconvenientes

Os fãs do iTunes vão notar algumas omissões e falhas. O tão elogiado carrossel Cover Flow de capas de álbuns foi eliminado. A empresa afirma que pouquíssimos usuários o achavam útil. Também está faltando uma função que encontrava itens duplicados. A Apple informa que ela em breve será restaurada em uma pequena atualização do programa.