Marketing Jurídico

Os profissionais da comunicação e do marketing são especialistas em fazer análise de público e compreender quais métodos e linguagem devem ser utilizados para atingir determinado nicho. A OAB, Ordem dos Advogados do Brasil, tem uma série de diretrizes a serem obedecidas ao realizar Marketing Jurídico.

Elas expressam, basicamente, que toda e qualquer publicização do conteúdo é vetada exceto aquela que tiver caráter informacional à população, buscando não expôr casos, não comentá-los ou expôr pessoas envolvidas em processos.

Como o Marketing Jurídico deve ser feito?

O Marketing Jurídico deve contar, apenas, com um caráter informativo abordado questões mais genéricas, que não configuram consultoria jurídica mas que são úteis a muitas pessoas.

 


Você pode se interessar por esses posts:

Marketing De Conteúdo: Advogado Não Pode, HEIN?

O pesadelo das notificações: como manter o foco no trabalho?

Referências: dicas de onde procurar inspiração para seus projetos


Por que investir?

  • para que seu trabalho ou escritório torne-se conhecido e ganhe popularidade
  • para que a partir do trabalho com o Marketing, seu escritório passe a ser compreendido como referência na área
  • para gerar tráfego para o site e atrair clientes em potencial
  • para divulgar o serviço de forma eficaz, ser diferenciado no mercado e gerar novos negócios
  • para contribuir com a comunidade, prestando auxílio e informações sobre questões relevantes
  • para burlar a concorrência

Quais são as dicas para atingir meu público?

Mantenha na web um espaço de posicionamento:
pode ser um blog ou uma sessão de conteúdo no site que esclareça dúvidas. Você saberá quem é o seu público quando der voz a ele.

 

Mantenha este espaço sob análise constante:marketing jurídico
é possível traçar um perfil a partir das análises de interação com esse espaço de posicionamento. No caso de um blog, por exemplo, as métricas que indicam quais foram os conteúdos mais lidos podem servir para que você entenda o que é que as pessoas procuram.  

 

Entenda que as buscas do público indicam suas dores e dificuldades:
no Marketing (bem como no Marketing Jurídico), chamamos de “dores” os problemas enfrentados pelo perfil comprador e que poderiam facilmente ser resolvidos pelo Marketing de conteúdo. Cada vez que alguém encontra resposta para dúvidas no seu espaço, você ganha credibilidade com o público, criando uma relação de confiança com este.

 

Mantenha o espaço atualizado:
não adianta nada manter um espaço de posicionamento sem abastecê-lo com conteúdo frequente e relevante. Estabeleça uma periodicidade para publicações e cumpra. Quanto mais conteúdo você tiver, quanto mais palavras-chaves trabalhar, maior as chances de você ser encontrado pelo seu público por meio das ações do Marketing Jurídico

 

Contrate serviço especializado:
é tentador, para a maioria dos empresários, contratar um profissional de Marketing para fazer todo o serviço do Marketing Jurídico. A verdade é que, dificilmente, um profissional dará conta de implantar uma estratégia de Inbound Marketing sozinho. O ideal é contratar uma agência digital com experiência em Inbound para advogados, que conte com uma equipe multi-área, a fim de que o investimento tenha retorno.