Seguindo uma tendência mundial, as vendas no comércio eletrônico no Brasil estão sendo impulsionadas pela demanda do segmento de moda, de acordo com dados de um estudo da Rakuten publicado no E-Commerce News. A pesquisa revelou que 34% dos brasileiros compram roupas online e que mais de 65% recomendam artigos a amigos nas redes sociais.

As vantagens do e-commerce de roupas e acessórios são a comodidade, a variedade de produtos à disposição e a possibilidade de escolha entre diferentes opções de pagamento. Além disso, certamente, o sucesso também se deve ao fato de as lojas virtuais terem encontrado formas de driblar a dúvida do consumidor em relação a uma peça “servir ou não”. Hoje, grande parte delas divulga as medidas do produto além dos tamanhos padrões, por exemplo, dando aos clientes a maior quantidade possível de informação sobre o item. O setor também se destaca pela qualidade visual dos sites e a interatividade também por meio das mídias sociais.

 

Imagem: E-Commerce News

Imagem: E-Commerce News

 

 

Faturamento recorde

O estudo da Rakuten mostrou ainda que o e-commerce teve um crescimento de 17% e que há uma previsão de faturamento mundial recorde para este ano: US$ 1.2 trilhões.

No Brasil, 18,8% das pessoas já fazem mais compras pela Internet do que em lojas físicas e 30,2% compram tanto online quanto nos pontos convencionais.