O ano de 2013 foi muito expressivo para o comércio eletrônico brasileiro. Com crescimento de 29% em relação a 2012, o e-commerce fechou 2013 com faturamento de R$ 31,11 bilhões, como apontado pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico – ABComm.

Nesse período, as categorias de destaque foram moda e acessórios, eletrodomésticos, saúde e beleza, eletrônicos e informática. Fechando o ano com 54 milhões de e-consumidores.

Para 2014, a previsão é que o setor deve movimentar aproximadamente R$ 39,5 bilhões, crescimento de 27% em relação ao ano passado. Mauricio Salvador, presidente da ABComm, em entrevista para a Adnews, disse:

“A Copa do Mundo deve alavancar principalmente as categorias de eletrônicos e material esportivo”

Espera-se também que, com os investimentos em infraestrutura e com a chegada do 4G ao Brasil, o e-commerce atraia novos consumidores em 2014.

Então, para melhorarmos ainda mais o desempenho do nosso e-commerce para esse ano, vamos ver algumas dicas rápidas que podem ajudar nas suas vendas:

Veja algumas dicas para o seu e-commerce!

Contrate as pessoas certas

Vender de uma maneira eficiente, principalmente na web, exige muito conhecimento técnico: desempenho, SEO, informações, estatísticas e produção de conteúdo, etc. Essas funções vão exigir que a sua empresa disponha de pessoal capacitado para lidar com essas variáveis.

Além disso, os consumidores estão cada vez mais atentos ao conteúdo das lojas, o que aumenta a necessidade de colaboradores inteirados para criar conteúdo.

Esteja preparado para ser multiplataforma

Lembre-se sempre que os seus clientes podem, a qualquer momento e de praticamente qualquer lugar, estar navegando em sua loja. Basta um celular com acesso a internet. Se seu e-commerce ainda não está preparado para mobile, talvez seja o momento de começar a pensar sobre isso.

30% das pessoas com acesso a internet em seus tablets ou celulares efetuam compras via mobile.

Você ainda acha que não precisa se preocupar com isso?

Reveja 2013

Olhe para trás. Busque analisar como foi o seu desempenho de SEO, suas conversões e a sua rentabilidade. O resultado foi coerente com suas metas? Assim, veja onde foram seus erros e saiba onde você acertou. Com isso tudo em mente, você pode corrigir suas estratégias e alinhar suas metas de forma mais verossímil.

Pense no SEO

Com a diminuição do alcance orgânico do Facebook, uma boa estratégia pode ser voltarmos nossa atenção novamente ao Google. Uma grande visibilidade diminui, obviamente, o investimento em Adwords. Então dê atenção para a sua produção de conteúdo, pense melhor na estrutura da sua URL e na velocidade do seu site.

Seja transparente

Os consumidores estão cada vez mais exigentes em relação às lojas virtuais e se preocupam cada vez mais com quem está por trás de um e-commerce. Eles querem saber mais sobre a empresa e também sobre a procedência do produto que estão interessados. Procure passar uma boa impressão com uma loja bem apresentada, com um design caprichado, sem bugs e com muitas informações.