Twitter pode ter timeline parecida com a do FacebookEm breve o Twitter vai adotar uma das mais controversas funcionalidades do Facebook: a utilização de algoritmos para filtras as postagens mais relevantes para os seus usuários. Atualmente o microblog organiza os posts em ordem cronológica inversa, assim como um blog. Ou seja: um tuíte feito às 17h aparece em cima de um feito às 16h59.

Segundo o diretor financeiro do Twitter Anthony Noto, em um encontro com investidores, a novidade é de responsabilidade do novo gerente de produto da empresa, Daniel Graf. Segundo Noto, “a timeline do Twitter é organizada dessa maneira, mas essa não é a experiência mais relevante para um usuário”.

“A timeline do Twitter é organizada dessa maneira, mas essa não é a experiência mais relevante para um usuário”

De acordo com o diretor financeiro, alguns tuítes relevantes acabam se perdendo se o usuário não estiver logado ao Twitter 24 horas por dia. Ele justifica dizendo que “colocar conteúdo relevante na frente do usuário no momento em que ele estiver com a rede conectada é um jeito de organizar seu conteúdo de maneira melhor”.

No entanto, para muitos dos usuários que preferem o Twitter, é justamente na experiência cronológica (e a possibilidade de escolher o que realmente que ver) que se encontra o grande diferencial em relação ao Facebook.

Twitter pode ter timeline parecida com a do Facebook

Com os filtros estabelecidos pela rede social de Mark Zuckerberg, as publicações dos usuários demoram mais para aparecer na timeline das pessoas, o que não acontece no Twitter. A estrutura cronológica permite a leitura em tempo-real dos acontecimentos (assim como dos memes e piadas), como na comemoração de um gol na Copa do Mundo, do beijo gay na novela das 8 ou nos comentários sobre os debates eleitorais.

Por outro lado, segundo reportagem do Wall Street Journal, o filtro de conteúdo poderia ajudar o Twitter a atrai mais anunciantes e lidar melhor com a presença de publicidade na rede, o que obviamente aumentaria o seu faturamento.

E  você, o que acha dessa mudança do Twitter?

Será que vai dar certo?