Olá, meu nome é Bruna Pedroso e estive, nos dias 22 e 23 de agosto, em Porto Alegre, no evento “BrazilJS – a maior conferência de JavaScript do universo”. Com palestrantes de renome mundial, e diversos assuntos abordados nos dois dias do evento.

Como sou Codificadora de Interface, vou dar ênfase para três palestras que me chamaram muito a atenção, a do Marcel Duran, que é nada menos que o engenheiro Front End no Twitter; Zeno Rocha, que trabalha como front-end engineer na Liferay e tem diversos projetos open source pela web; e o Renato Mangini engenheiro de software da equipe de Developer Relations do Google Chrome.

A palestra do Marcel Duran abordou desempenho e performance de aplicações, em como medir o desempenho em tempo de produção e não somente monitorar esse requisito tão importante em um projeto. De quebra, ainda apresentou algumas ferramentas, entre elas: WebPagetest e YSlow.

O Renato Mangini falou sobre as ferramentas Yeoman, Grunt e Bower, de Front-end. O grande destaque da palestra foi a abordagem de Mangini sobre Yeoman, que é um script que executa Bower e o GruntJS para o usuário. Entre seus vários benefícios, pode-se destacar a automatização de criação de app’s, configuração de dependências e workflow.

Por fim, fechando com o Top3 palestrantes, Zeno Rocha, falou sobre Web Components, deu vários exemplos e fez uma demonstração com o elemento câmera, exemplo de código:  <video is=”camera”></video> controlando a luminosidade do ambiente, fez um evento acontecer, bem legal! Outros palestrantes se destacaram pela simpatia, como Thibault Imbert, da Adobe. Ele interagiu bastante com o público e conseguiu deixar sua marca no evento, proferindo a quase mitológica palavra (para os gaúchos) “afudê“.

Outro palestrante que disse ter adorado Porto Alegre, elogiando inúmeras vezes o nosso churrasco e a caipirinha, foi Josh Holmes, que trabalha na Microsoft, no time do navegador MAIS odiado do mundo: o Internet Explorer. Em sua palestra, falou sobre o IE 11, suas ferramentas e relatórios, bem interessante, e foi tão simpático que pedi para tirar uma foto com o cara. =D

Josh Holmes, do Internet Explorer, e a nossa querida Bruna!

Josh Holmes, do Internet Explorer e a nossa querida Bruna!

Resumindo, o BrazilJS foi um evento notável, onde aprendi muitas técnicas e saí com uma listinha do que aprender. Porém, como nem tudo é perfeito, o evento teve lá suas falhas. O público feminino foi esquecido pelos organizadores, que não produziram camisetas pequenas para as gurias. Eu fiquei na vontade de ter uma, mas ok, esse não foi o maior problema. É quase engraçado que um congresso de Tecnologia da Informação não tenha disponibilização de internet. Mesmo a 3G não funcionava muito bem, já que ele aconteceu em um teatro. Mas espero que esses detalhes sejam corrigidos para o próximo, que já tem até uma data provisória, 21 e 22 de agosto de 2014. Quem não teve a oportunidade de ver como foi, os vídeos estão disponíveis no canal do BrazilJS no Youtube!

E pra quem foi, não esqueça de se marcar no Mega Foto (que é beeem legal).