Escrito por: Eduardo Cunha*

No tópico anterior sobre o WordPress, que pode ser conferido clicando aqui, fizemos uma introdução inicial sobre a plataforma juntamente com ensinamentos e dicas de como usar seus temas propostos ou até mesmo criar o seu próprio tema.

Agora que estamos atualizados e por dentro do assunto novamente, podemos avançar para a próxima etapa, certo? Correto!

Neste tópico, iremos abordar um assunto bastante interessante, principalmente para quem não tem conhecimento algum em programação e deseja ingressar nessa área e construir seu próprio site. Estamos falando das ferramentas externas, conhecidas como plugins.

Retirado do site do WordPress em Inglês (EN/US – https://codex.wordpress.org/Plugins), traduzido e adaptado para o Português, “Plugins são formas de estender e adicionar funcionalidades que já existem para o seu WordPress. Os plugins oferecem funções personalizadas e recursos para que cada usuário possa adaptar o seu site para suas necessidades específicas”.

Você pode estar se perguntando: por onde começar? Onde irei achar esses plugins? Fácil! Dentro da comunidade do WordPress existe um repositório oficial (local no qual podem ser guardadas pastas e arquivos) em que estão disponíveis todos os plugins que podem ser usados gratuitamente. Clique aqui para acessar. No link, existem em torno de cinquenta mil plugins com as mais variadas funcionalidades e com quase dois 2 bilhões de downloads efetuados.


Você pode se interessar por esses posts:

WordPress, iniciando e conhecendo a plataforma: theme

Informações, um tesouro na terra de todos: saiba como protegê-las de cibercriminosos

Como virar referência na sua área com técnicas de marketing digital


Só existem plugins gratuitos?

Claro que não! Existem muitos plugins que possuem uma versão mais ampliada e com muito mais funcionalidades e, para obter estas, é necessário adquirir uma licença para uso. Através dessas aquisições, o usuário estimula os desenvolvedores a criar mais ferramentas de fácil acesso e simples de usar.

Até agora só temos a teoria, quando vamos para a prática?

Agora! Chegou a hora de você instalar seu primeiro plugin, preparado? “Não, não sei qual plugin desejo instalar, como identifico isso?”. Para isso, você precisa saber do que seu site será composto e fazer um esboço (pode ser até em um papel) e partir disto, procurar se já existe algum plugin que execute tal funcionalidade para o seu site. Por exemplo: normalmente a grande maioria dos sites tem em sua composição um menu de contato (fale conosco). Então, podemos começar por aí! Vamos procurar algum plugin que faça este formulário de contato, confira a imagem abaixo:

plugins

Figura 1 – Página de plugins.

Dentro do seu administrador, através do caminho “plugins -> adicionar novo”, abrirá uma página com a possibilidade de pesquisar e incluir plugins para o seu site. No campo de busca, vamos digitar a pesquisa para “contact form” (sempre tente pesquisar usando palavras em inglês, assim trará mais opções de plugins). Veja a imagem:

plugins

Figura 2 – Resultado dos plugins pesquisados.

Aqui encontramos muitos plugins referentes ao formulário de contato. Porém muita atenção ao instalar o plugin antes de conhecê-lo, procure sempre ler sobre o mesmo clicando no link “mais detalhes”, atente-se sempre a quantidade de instalações e ao feedback da comunidade, quanto mais instalações ativas e mais comentários positivos, mais confiante e estável será esse plugin.

Agora que você escolheu o seu primeiro plugin dentre muitos, basta clicar no botão “instalar agora” e assim que finalizado, clicar no botão “ativar”, todas essas informações podem ser vistas na imagem acima apresentada.

“Instalei e ativei meu primeiro plugin, mas na minha página de contato não está aparecendo o formulário, e agora?” Nem tudo está perdido! Todo o plugin tem uma descrição e etapas para instalação, essas informações podem ser encontradas no link “mais detalhes” (o mesmo link de dois parágrafos acima). Normalmente todo plugin fornece ao usuário um código chamado de “shortcode” no qual ao possuir o mesmo em mãos, basta colá-lo na página desejada (através do menu “páginas” do administrador) e o mesmo estará funcionando, simples não? A página contato está criada e com um formulário para preenchimento.

Agora a instalação e configuração dos próximos plugins está em suas mãos, então, mãos à obra!

*Eduardo Cunha é Coordenador de Desenvolvimento na BigHouseWeb