Antes de começarmos a falar sobre o assunto principal dessa postagem, por ela ser a primeira envolvendo o assunto, nada mais justo começarmos pelo começo, não é mesmo? Hehe.

Então vamos lá?

Retirado do site do WordPress em Português (PT/BR – https://br.wordpress.org/), “O WordPress é uma plataforma semântica de vanguarda para publicação pessoal, com foco na estética, nos Padrões Web e na usabilidade. Ao mesmo tempo é um software livre, gratuito e feito por você.

Em outras palavras, o WordPress é o que você usa quando quer trabalhar e não lutar com seu software de publicação de conteúdo, sendo hoje a maior plataforma de Gerenciamento de Conteúdo do mundo, com quase 70% do mercado”.

Wordpress, iniciando e conhecendo a plataforma

“Mas, espere, não consegui entender absolutamente nada do que o site quis dizer!”

Basicamente, o que o WordPress quis dizer, é que através da sua ferramenta você pode criar e gerenciar o conteúdo de um site sem nenhum conhecimento técnico ou de linguagens de programação.

Para tal basta seguir os tutoriais e exemplos disponíveis na internet, na qual há uma imensa comunidade e inúmeros fóruns sobre a plataforma. Se ainda está difícil de entender, acho que podemos te ajudar.

Agora que já estamos entendidos e já possuímos uma introdução do que é o WordPress, podemos ir ao assunto principal dessa postagem, não é mesmo? Vem comigo!

Retirado também do site do WordPress em Português (PT/BR – https://codex.wordpress.org/pt-br:Usando_Temas), “Os temas WordPress são uma coleção de arquivos que trabalham juntos para produzir uma interface gráfica com um design unificador. Estes arquivos são chamados “Arquivos de Modelo”. Um tema modifica a maneira como o site é exibido, sem modificar o software ou os dados que ele gerencia”.

Complementando o que o WordPress mencionou, na configuração inicial do estarão disponíveis três (3) temas padrões no qual você pode escolher um deles e começar a trabalhar na criação das páginas. Nesta parte, se você possuir noções de XHTML ou CSS você poderá customizar tudo aquilo que estiver ao seu alcance, tais como: mudanças de fontes, cores, imagens entre outras funcionalidades.

Wordpress, iniciando e conhecendo a plataforma
“Só um minuto, não gostei de nenhum tema proposto pelo WordPress, e agora? Devo desinstalar a ferramenta e procurar outra?”

Claro que não!
Esses são apenas exemplos no qual você pode se basear. Dentro do gerenciamento de temas existe a opção do usuário procurar dentro da plataforma temas gratuitos que atendam suas necessidades, dentre as opções, existem buscas para o tipo de layout (grande, com barras laterais, etc), as características do tema (responsivo, acessível, entre outros) e, por fim, o assunto destinado ao site (educação, entretenimento, outros).

Fez a pesquisa e não achou nada interessante? Se você quer investir em um site de qualidade e tem condições para isso, pode procurar empresas recomendadas pelo WordPress que desenvolvem temas específicos para sua área de atuação e que cobram um valor único para a aquisição deste tema.

Para esse caso, a quantidade de funcionalidades e customizações sem o mínimo de conhecimento técnico exigido praticamente triplica, tornando muito mais fácil e prático a criação do seu próprio site. Legal não mesmo?

“Sou bastante exigente na construção do meu site, não gostei dos temas padrões, dos gratuitos e muito menos os pagos, e agora? Socorro!!!”

Nem tudo está perdido, porém será trabalhoso. Para essa situação exigirá um conhecimento técnico de programação na linguagem em PHP, noções em XHTML e CSS, pois aqui nesta etapa, você mesmo construirá seu próprio tema, usando apenas o WordPress para gerenciar o conteúdo das suas páginas, ou seja, além de dono do site, você também é o criador dele, meus parabéns!

Para finalizar está etapa inicial – pode apostar, muitas etapas ainda estão por vir -, uma dica bastante interessante caso você use um tema padrão, gratuito ou de terceiros, preparado?
Sempre que for customizar um tema, nunca altere seus arquivos originais, pois tanto o WordPress como as empresas desenvolvedoras de temas trabalham com um sistema de atualizações para que os modelos de páginas atendam a todos os requisitos mínimos para a WEB, logo, se você alterar algum arquivo e futuramente ele for atualizado, você perderá tudo aquilo que foi modificado no mesmo.

“Mas como irei customizar as páginas mencionadas a alguns parágrafos atrás se vou perder elas?”

Calma!
O WordPress é uma ferramenta tão completa que ele pensou nisso para atender os usuários, através desse tutorial (https://codex.wordpress.org/pt-br:Temas_Filhos) é possível entender e aprender como modificar os arquivos originais, assim, quando seu tema sofrer atualizações, o mesmo pode ser atualizado sem perder qualquer informação modificada e seu site estará dentro dos padrões exigidos para a WEB.

Gostou? Curte, comenta e compartilha. Até a próxima!