redes sociais

Você já deve ter ouvido o caso da condenação da empresa britânica Cambridge Analytica, certo? Não? Então vamos partir do início.

Em janeiro de 2019, a empresa foi considerada culpada pelo escândalo que resultou no uso indevido de mais de 50 milhões de usuários do Facebook, que ocorreu em 2018.

Tudo porque a empresa descumpriu uma ordem de um órgão regulador do Reino Unido para que fossem reveladas informações sobre um certo professor universitário. Esse professor era David Carroll.

Relembre o caso da Cambridge Analytica e David Carroll

O jornal britânico The Guardian revelou em uma matéria que a Cambridge Analytica – empresa de assessoria política – teria usado informações de usuários do Facebook para a criação de campanhas políticas (a empresa trabalhou para Donald Trump) e para o Brexit (saída do Reino Unido da União Europeia).

Como a CA conseguiu esses dados? Por meio de um quiz que tinha permissão de levantar as informações dos usuários para usos exclusivamente acadêmicos.

Dessa forma, o uso indevido desses dados acabou expondo uma brecha grave na segurança de informações da rede social de Zuckerberg. O próprio Facebook confirmou o vazamento de informações.  

A ação foi tão vasta que até o Brasil foi atingido. Na verdade, os usuários brasileiros foram os oitavos mais impactados pelo ocorrido. Mais de 400 mil contas foram compartilhadas pela CA.

Onde David Carroll entra nisso?

Bem, como falamos acima, David Carroll teve seus dados invadidos pela CA por meio de um quiz. No entanto, o professor americano foi um dos poucos que levou o caso à corte inglesa, utilizando as leis britânicas para processar a empresa.

Com o processo, David esperava recuperar os seus dados e saber como eles foram acessados pela Cambridge Analytica. Numa declaração perante a Justiça, Carroll disse que a ação é parte de “um desejo geral de assegurar que meus dados pessoais não foram usados para propósitos que eu considero injustos.”

Por sua vez, ao se negar a enviar as informações, a Cambridge Analytica admitiu a culpa e foi multada em 15 mil libras (aproximadamente R$ 70 mil), além de 6 mil libras (R$ 28 mil) pelos custos do processo.

O que o caso da Cambridge Analytica nos ensina sobre as redes sociais?

Bem, podemos dizer que o Facebook já é uma rede social essencial para empresas e negócios que desejam ter uma visualização efetiva no online. Contudo, qualquer plataforma online é um banco de dados riquíssimo. E já sabemos que informação é o bem mais precioso do mundo, não é?

E, como todo bem precioso, precisa ser manuseado por alguém entendido no assunto. Já imaginou se o seu sobrinho – filho, gato ou cachorro – cai em um quiz parecido com o da Cambridge Analytica, colocando em risco todas as informações da empresa?

Pois é. Essa é uma daquelas situações que podem destruir toda a credibilidade da empresa. Além disso, você corre o risco de perder os dados dos seus clientes e prospecções, comprometendo o seu negócio.

Redes sociais não são brincadeira. Envolvem planejamento, transparência, seriedade e muita, mas muita informação. Não esqueça: a imagem da sua marca está em jogo – e qualquer descuido pode ser suficiente para um processo judicial ou para que ela seja rechaçada pelos consumidores e lotada de comentários negativos.

Por isso, pense duas vezes antes de entregar a sua marca nas mãos do seu sobrinho ou de qualquer um que não seja um profissional. O estrago pode ser grande, rs.

E aí? O que você achou da história do David Carroll e da Cambridge Analytica?

Conta para nós nos comentários se o post foi útil e vai ajudar você a melhorar o seu marketing digital!  

A Big House é uma agência especializada em Inbound Marketing e Marketing de Conteúdo, inclusive em administração e planejamento para redes sociais, como Facebook, Instagram e LinkedIn. Clique aqui para saber o que podemos fazer pela sua estratégia.


A Big House é uma agência digital que transforma boas ideias em resultado. Atuando com Marketing Digital e desenvolvimento web desde 2011, somos uma equipe multidisciplinar certificada em Inbound Marketing focado nas melhores estratégias digitais. Entre com contato conosco pelas nossas redes, leia o conteúdo no Blog da Big House ou acesse nosso site para conhecer a Big.