Como estudar marketing digital

Como estudar marketing digital é uma dúvida recorrente e eu, Mariana*, uma estudante de jornalismo que trabalha em uma empresa de marketing digital, posso testemunhar a discrepância entre o que é ensinado nas faculdades de Comunicação e o que acontece no mercado de trabalho e toda esse deficiência que se apresenta quando o assunto nos perguntamos como estudar marketing digital.  

Aspirante à jornalista e presa no estereótipo da figura profissional, antes de prestar vestibular e durante o primeiro ano de graduação, minha ideia de trabalho era fixa: eu queria colaborar com uma empresa tradicional de comunicação – jornal impresso, televisão ou rádio.

Só fui descobrir o marketing digital lá no final da faculdade, no meu segundo estágio.

Antes disso, eu estava zerada. Minha noção de como as coisas funcionavam era completamente superficial e meu know-how uma vergonha.

 


“Vergonha. Vergonha. Vergonha”

Os pontos que quero ressaltar aqui são os seguintes: os cursos de graduação em Comunicação – principalmente o jornalismo – deixam muito a desejar quando o assunto é como estudar marketing digital, tecnologias da comunicação e comunicação na web.

Em pleno 2017, eu li textos escritos nos anos 90.

Por que os centros de estudo são tão despreparados?

Eu diria que por dois principais motivos:

  • O marketing é uma área muito abrangente e que evolui rapidamente.

Assim, é realmente difícil manter os conteúdos atualizados para que uma aula acompanhe de fato o que ocorre mundo afora.

 

  • Ainda há muito preconceito academicista em relação ao marketing digital.

Muitos estudiosos e professores acreditam que essa profissão de “vendedor” não tem relação com estudos da Comunicação.

Aqui na Big, nós conversamos muito sobre isso e o quanto essa ideia é equivocada.

 

Dessa forma, tudo é voltado para o minúsculo mercado tradicional.

“Foi fácil ou difícil escalar todos esses degraus?”

Essa ideia sobre o que é trabalhar com marketing digital é extremamente ignorante.

A ideia de que comunicadores – com exceção dos publicitários – não podem trabalhar na área é pior ainda.

Com a participação dos jornalistas, por exemplo, as técnicas de SEO e produção de conteúdo podem ser aprimoradas, gerando uma produção mais objetiva, relevante e engajada.

Além disso, o segmento é um dos que mais cresce no mundo em investimento.

No ano de 2015, esse investimento chegou a 8 bilhões só no Brasil.

A expectativa é alcançar os 16 bilhões até 2020 – e, por isso, é extremamente importante para qualquer profissional que lide com web (nos tempos modernos, quem nunca?) aprender como estudar marketing digital, como suas ferramentas funcionam (mídias pagas, analytics, adwords, SEO, e-mail marketing) e o que isso causa nos meios comunicacionais.

 

Como estudar marketing digital

Exemplos de como o estudo do marketing digital é subestimado dentro do meio acadêmico é a hesitação que muitas universidades têm em permitir que alunos façam estágio em agências digitais ou que exerçam uma função um pouco diferente da proposta por empresas tradicionais.

Dessa forma, corta-se a possibilidade de interagir – ou sequer conhecer – o marketing digital.

A frequência com que ouvimos o quanto a internet avança e está crescendo, a forma com que as práticas de conteúdo e SEO estão se tornando cada vez mais importantes e a regularidade com que somos bombardeados de informações todos os dias tornam mais do que necessária uma revisão dos conteúdos dos cursos de comunicação, em como estudar marketing digital e de como eles encaram essa revolução tecnológica que vem acontecendo.

Tá bem? Então tá bem!

 

*Mariana Bampi é Assistente de Conteúdo na Bighouseweb e uma (nem tão convicta) estudante de jornalismo.