Consumo consciente no marketing digital

O  consumo consciente no marketing digital é um debate urgente.

Quando falamos sobre hábitos de consumo no século XXI, consumo consciente e sustentabilidade são as palavras mais faladas do momento.

Além de expressar os novos hábitos dos consumidores, essas tendências também acabam mudando a postura das empresas, transformando as relações de consumo.

Muitas organizações adotam essa nova postura como uma forma de reinventar suas atitudes, mostrar uma imagem positiva e cativar novos e antigos clientes por meio de uma atitude de apoio ao meio ambiente e de responsabilidade social.

 


Você também pode gostar de:

Referências: dicas de onde procurar inspiração para seus projetos

Saiba como superar o bloqueio criativo

A cultura da inovação nas empresas


Entenda como acontece o consumo consciente no marketing digital:

Como um pode ajudar o outro?

Tudo acontece pela capacidade que o marketing digital tem de aproximar clientes e empresa – vide o crescimento de mídias como Facebook e Instagram, voltadas principalmente para o engajamento e comunicação entre esses dois canais.

O consumo consciente no marketing digital, além de se preocupar com a feitura e o descarte de seus produtos, também proporciona que a marca foque em ações que impactem seus clientes, mostrando a eles que se preocupa de forma ampla com a atitude daqueles que consomem e com o mundo em que vivem.

 

Além disso, o consumo consciente no marketing digital é incentivado a partir do momento em que nosso trabalho se propõe a educar os consumidores sobre os produtos e marcas.

Quando oferecemos conteúdo sobre um produto ou serviço, todas as informações que dispomos deles, embora tenham cunho comercial, são baseadas em critérios puramente informativos, fazendo com que as pessoas entendam o que é o produto e certifiquem-se de que precisam dele ou não.

 

Case de sucesso: NATURA

A empresa lançou um plano de estruturação para voltar a crescer em 2017 – em 2016 faturou 4,6% a menos no Brasil – o qual previa digitalizar ao máximo os processos da empresa, visando agilidade e maior comunicação com consumidores e revendedores.

Dessa forma, a Natura lançou o movimento #sounovasescolhas para promover a sua linha de cosméticos sustentáveis.

Para engajar seus clientes com a nova campanha, a marca criou uma política de brindes: ao adquirir qualquer produto da linha SOU, os clientes ganhavam um brinde que diferenciava conforme o produto.

Após comprar qualquer gênero da linha, o código da embalagem deveria ser cadastrado no site da promoção para descobrir qual o prêmio recebido.

Assim, a Natura conseguiu casar três segmentos, sendo um deles um clássico exemplo do consumo consciente no marketing digital: além do consumo offline, foram unidos o tráfego no seu site e engajamento de clientes com a imagem positiva da marca.

Este case mostra que incentivar a sustentabilidade e investir em ações que estimulem o consumo consciente no marketing digital não desaceleram os lucros da sua companhia – como alguns empresários podem pensar -, mas agregam outros valores ao seu negócio.

Por meio desse exercício de reflexão causado no consumidor, você contribui para que a sua marca se sobressaia entre as demais. Sua empresa tomará uma posição (muito correta e necessária, diga-se de passagem) e será sempre lembrada por isso.

 

O mundo muda com as tecnologias e a tecnologia muda o mundo

Novas plataformas estão aparecendo e, com elas, novas possibilidades de consumo estão surgindo.

Aplicativos que unem tendências, conceitos como consumo consciente, economia compartilhada, sustentabilidade e DIY estão caindo cada vez mais no gosto das pessoas.

Um mundo mais humano e cheio de reflexões está cada vez mais perto.

Cada dia que passa a transformação digital muda mais o comportamento do consumidor, o qual passa a se interessar cada vez mais por ideias e ações criativas.

E você? Vai ficar parado ou crescer com o mundo?