Para que serve a inteligência artificial

Definir para que serve a inteligência artificial é bastante difícil. Na verdade, as tecnologias da área evoluíram tanto que a IA espalhou seus tentáculos por quase todas as áreas do conhecimento. 

Para muitos, os usos e funcionalidades da inteligência artificial ainda não estão claros. E podemos dizer o mesmo sobre suas possibilidades.

No entanto, da segurança ao mercado financeiro, da educação às minúcias do cotidiano, a IA já está presente e pode ajudar. 

Para que serve a inteligência artificial: a nuvem, os dados e os algoritmos 

A recente popularização da IA e a sua presença no nosso dia a dia se deu por três fatores principais:

  • Potência da nuvem; 
  • Disponibilidade de conjuntos de dados massivos que podem ser usados para treinar os algoritmos da IA (gráficos, estatísticas, etc.);
  • Inovações e investimentos no desenvolvimento de algoritmos e metodologias de inteligência artificial 

Afinal para que serve a inteligência artificial? 

Para muita coisa! 

Algumas das principais funcionalidades oferecidas pela inteligência artificial são poupar o nosso tempo e nos liberar para trabalhos mais analíticos e interessantes. Um exemplo é o controle de compromissos na agenda digital ou até mesmo a automatização de processos operacionais no trabalho. 

No entanto, na medida em que a IA se torna mais avançada, a tendência é que se torne mais útil, sensível e intuitiva. As previsões apontam que, logo, a IA poderá realizar trabalhos criativos e que requerem certa inteligência emocional. Porém, a verdade é que ainda não temos certeza dos seus limites e possibilidades. 

Contudo, trazendo para o cenário atual, podemos perceber o uso da inteligência artificial nos mais variados campos:

  • A inteligência artificial nas empresas se dá pelo Processo de Linguagem Natural (PLN). Ele é usado para identificar rotas de transporte ou fornecer as principais informações sobre o cliente;
  • Segmentos de data security (ou segurança de dados na internet) também já se valem da IA. Graças a essa tecnologia, é possível detectar diversos vírus todos os dias. 
Banda de robôs tocando Blitzkrieg Bop, da banda Ramones

Para que serve a inteligência artificial: dica cinematográfica 

Para ilustrar os usos da inteligência artificial e como ela intervém na nossa vida, escolhemos o filme Her (2014, Spike Jonze). Além de abordar as tensões do relacionamento homem e máquina, o filme também mostra todas as facilidades do uso da IA. 

Samantha, a personagem de Scarlett Johansson, não somente é o interesse amoroso de Theodore (Joaquin Phoenix), mas também um tipo de assistente pessoal. O seu algoritmo conseguiu enxergar padrões de comportamento e aprender o que Theodore gostava ou não. 

Você concorda com os usos de dados para a inteligência artificial até agora? 

Ou pensa que o uso deveria ser mais restrito ou expandido? Conta para a gente o que você pensa sobre o assunto! 

Imagem: Divulgação