Dicas para empreender no Brasil

Ter o seu próprio negócio, ser dono da sua empresa e construir uma história com uma marca própria é o sonho de milhares de brasileiros, e esse desejo, nunca esteve tão próximo ou foi tão almejado como nos dias de hoje. 

O mercado de empreendedorismo no Brasil só cresce cada vez mais, com muitas pessoas perdendo seu emprego formal durante a pandemia, empreender se tornou a melhor opção, e a cada ano que passa, as pessoas procuram mais e mais abrir a sua própria empresa, para se ter uma noção, em 2021 foi o ano que mais abriram novos empreendimentos, com 4.026.776 novos negócios, um número recorde, 19,7% maior que em 2020.

Toda essa procura só mostra como os brasileiros querem ter sua autonomia e controle de gerenciar o seu negócio e ser seu próprio chefe na venda de sua bobina de papel. Se você também pensa em começar a empreender, é preciso saber algumas coisas antes. 

Talvez a principal informação seja a sua área de atuação, afinal, muitas pessoas vão pelo gosto pessoal ou conhecimento, enquanto outras procuram oportunidades de mercado e tendências para fazer sucesso. 

No texto de hoje, separamos quais são os principais setores para empreender no Brasil, bora conferir tudo aquilo que está em alta? Então vamos lá!

E-commerce

Abrimos nossa lista com talvez o setor mais em alta no Brasil na atualidade, o e-commerce, conhecido também como loja virtual, é atualmente um dos melhores mercados para empreender dentro do nosso país. 

Só em 2021 foram mais de 15 milhões de novos consumidores, com uma preferência de cerca de 70% dos usuários, que querem continuar comprando pela internet,  com um faturamento de R$ 161 bilhões, 26,9% maior do que em 2020.

Tudo isso só mostra o impacto do comércio eletrônico, e é claro que esses números tendem a crescer ainda mais. 

Ao empreender em um e-commerce, é possível escolher o segmento, os produtos vendidos e as plataformas de divulgação, tão simples como uma caixa de papelão, e extremamente rentável e lucrativo. 

Alimentação, principalmente fitness

Muitas pessoas acabaram tendo sua saúde prejudicada durante a pandemia e passaram a ter hábitos alimentares mais saudáveis, sendo assim a preocupação com a alimentação aumentou consideravelmente. 

Esse é um setor ótimo para quem deseja empreender, em um contexto geral, hamburguerias e restaurantes temáticos estão em alta e podem ser uma ótima opção, mas talvez o melhor seja investir em comida fitness.

Marmitas congeladas, refeições prontas e saudáveis, são opções para quem deseja empreender dentro desse mercado que cresce cada vez mais, principalmente em delivery, que registrou cerca de 50% de toda a alimentação no país em 2021.

Pets (produtos e serviços)

Ter um pet é algo natural nos dias de hoje, quase todos os lares brasileiros possuem um animalzinho de estimação, e as pessoas estão cada vez mais preocupadas em fornecer além de muito carinho e amor, mimos e uma ótima condição para seus bichinhos. 

Investir em uma franquia como Petz, Cobasi ou Pet Max, ou até mesmo criar seu próprio empreendimento com serviços e produtos para pets pode ser uma ótima alternativa, extremamente rentável e popular. 

Consultoria, treinamento e infoprodutos digitais

De acordo com o Sebrae, a procura por infoprodutos, consultorias e treinamentos digitais, aumentou cerca de 200% durante a pandemia, e a tendência é que esses números continuem altos. 

Muitas pessoas adotaram o EAD e querem continuar seus aprendizados através do meio digital, sendo assim, empreender em algum curso online da área que você for especializado, como a confecção de uniformes pode ser uma ótima solução extremamente rentável e lucrativa. 

Agronegócio e exportação

O agronegócio cresceu mais de 20% em 2021 assim como a exportação, que aumentou cerca de 28%. Com muitas atividades retomando sua estabilidade financeira, esses dois setores acabam sendo uma ótima oportunidade de negócio. 

Podem ser investimentos maiores, porém, são extremamente lucrativos com uma margem gigante para crescimento nos próximos anos. 

O que achou do texto de hoje? Deixe sua opinião nos comentários abaixo e não se esqueça de compartilhar com seus amigos caso tenha gostado, até a próxima!
Esse artigo foi escrito por Iago Lourenço, criador de conteúdo do Soluções Industriais.