Trabalho e inteligência artificial: quais os impactos para o mercado?

Trabalho e inteligência artificial: qual será o impacto de ambas as áreas no nosso futuro? 

De acordo com o escritor americano John Pugliano, responsável pelo polêmico The Robots are Coming: A Human’s Survival Guide to Profiting in the Age of Automation (Os robôs estão vindo: Um guia de sobrevivência humana para lucrar na era da automatização), qualquer trabalho que seja rotineiro ou previsível será feito por um algoritmo matemático. 

Com o implemento da IA, profissões operacionais, repetitivas e até algumas altamente qualificadas correm o risco de desaparecer – se não se adaptarem. 

Ao mesmo tempo, outras profissões serão criadas e fortalecidas pelo avanços da inteligência artificial. 

Trabalho e inteligência artificial: 5 profissões que vão surgir

Segundo Ben Pring, futurólogo britânico, estas são as principais tendências do mercado. 

Ah! E não, Pring não faz previsões esotéricas. Antes, ele analisa o comportamento e os dados do mercado e faz uma projeção futura. 

Para Pring, as profissões do futuro estão envolvidas com estes três temas:

  • Coaching: ajudando as pessoas a melhorarem a administração de suas finanças e até mesmo questões estéticas;
  • Cuidado: melhorando a saúde e a qualidade de vida das pessoas;
  • Conexão: trabalhando a relação homem e máquina, físico e virtual, comércio e ética.

O que essas três áreas têm em comum? Se você prestar bem atenção, verá que todas têm uma dose de contato e subjetividade humanos – coisa que as máquinas (ainda) não têm previsão de imitar. 

1 – Detetive de Dados: a ideia aqui é gerar respostas de negócio significativas e recomendações a partir da investigação de dados. O candidato a uma vaga como essa deve buscar os dados e perseguir o que eles estão dizendo. Além disso, ele deve ser curioso, resiliente e diplomático. 

2 – Facilitador de TI: o candidato ideal para uma vaga como essa cria flexibilidade para os usuários com o uso de aplicativos e infraestrutura desenvolvida dentro da empresa ou em ambientes de nuvem.

3 – Gerente de Origem Ética: esse profissional vai investigar, acompanhar, negociar e fazer acordos sobre o fornecimento de produtos e serviços para garantir o alinhamento nos contratos com a questão ética de um público estratégico.

4 – Técnico de Assistência Médica Assistida por Inteligência Artificial: esse profissional será responsável por construir um sistema de hospitais mais eficiente, que se preocupe com os pacientes e ainda seja mais preciso graças à tecnologia.  

5 – Analista de Machine Learning Quântico: a área de machine learning também é uma parte da ciência da computação que vai ganhar destaque. Seu trabalho vai aprimorar a velocidade e a performance de algoritmos de aprendizagem e problemas reais do mundo dos negócios o mais rápido possível.

5 profissões que vão desaparecer com o implemento massivo da inteligência artificial

6 – Médicos: sim, sabemos que essa previsão pode soar absurda, mas acredite. De acordo com John Pugliano, os médicos generalistas irão sofrer essa perda de terreno. Isso acontecerá porque diagnósticos simples serão automatizados e doenças comuns serão tratadas por robôs. 

7 – Advogados: da mesma forma que os médicos generalistas advogados com menor nível de especialização terão seu campo de atuação ameaçados por robôs. 

8 – Arquitetos: ainda segundo Pugliano, com o avanço tecnológico, projetos simples e que não precisam de refino artístico serão desenvolvidos por máquinas e inteligência artificial.

9 – Contadores: irão sobreviver aqueles contadores especializados em assuntos tributários mais complexos. Profissionais que lidam apenas com temas mais previsíveis e fáceis de ser padronizados serão substituídos por robôs. 

10 – Policiais: as funções de vigilância desempenhadas atualmente por policiais ou força militar serão substituída, em países desenvolvidos, por sistemas sofisticados de segurança. Reconhecimento facial e rastreabilidade serão as principais tecnologias aqui.

Já deu para perceber que, para não ser substituído, você deverá fazer mais do que apertar somente um botão, certo?  

Com isso, nós queremos dizer que será preciso mais do que dominar as atividades operacionais para ter sucesso na sua profissão no futuro. 

E você? Conhece alguém que passou por isso? Você enxerga essa possibilidade na sua carreira? Compartilhe conosco sua experiência e indique assuntos sobre os quais gostaria de ler aqui no blog.